SSVP em Passos

A Sociedade de São Vicente de Paulo está presente em Passos desde 1932, quando foi fundada a primeira Conferência Vicentina na cidade. Dentro de uma reorganização, que seguia o modelo da SSVP em todo o mundo, no ano 2.000 a Obra Unida Lar São Vicente de Paulo passou a ter uma diretoria própria, que é responsável também pela gestão das unidades geradoras de renda. (Leia História da SSVP em Passos)

ORIGENS DO LAR SÃO VICENTE DE PAULO

A primeira Conferência Vicentina criada em Passos, em 1932, colocou como meta a construção da Vila Vicentina. A pedra fundamental foi lançada em 1º de março de 1934, em área parte doada pela senhora Belmira Osório Lemos (3,40 hectares) e parte doada pela Prefeitura Municipal (13.531 m²), na gestão do Dr. Lourenço Ferreira de Andrade.
Em 8 de dezembro de 1948 foi feito o lançamento da pedra fundamental do Asilo Vicentino, inaugurado em 6 de janeiro de 1955, que até os anos 90 ainda funcionava como ‘Casa de Oração’, e posteriormente o prédio, que se localizava no final da Rua Dr. Saturnino, foi demolido. Hoje está ali o ‘Jardim Continental’, dentro do bairro São Francisco.
Em 1967, com recursos da ordem de Cr$ 20.000,00 (vinte mil cruzeiros) liberados pela Prefeitura Municipal, gestão de José Figueiredo, e aprovação da Câmara, foi adquirida uma área da Chácara São Francisco. Posteriormente, com recursos próprios, foram adquiridos cerca de 7 hectares. Inicialmente, o objetivo era de se produzir nesse sítio com área total de 22 alqueires os mantimentos necessários aos acolhidos da Vila Vicentina.
Naquela época, o único acesso à ‘chácara’ era pela Rua São Francisco, até que a Prefeitura de Passos abriu a avenida Arlindo Figueiredo, na gestão do prefeito Cóssimo Baltazar de Freitas (1983-1988).

ESTRUTURA DO LAR SÃO VICENTE DE PAULO

Iniciada a década de 1980, os vicentinos sentiram a necessidade de mudar a forma da assistência aos idosos e ampliá-la ainda mais. Para a construção do atual Lar foi feito inicialmente o loteamento da área da antiga Vila Vicentina e Asilo. O Lar São Vicente de Paulo foi inaugurado em maio de 1983, obra que naquela época teve um custo final de Cr$ 120.000.000,00 (cento e vinte milhões de cruzeiros) e tornou-se referência para todo o Brasil em atendimento de longa permanência a idosos carentes.
Localiza-se em uma das principais vias da cidade, a Avenida Arlindo Figueiredo, pista de saída para São Paulo, e está próximo da Rodoviária e do Fórum.
É a única instituição do município de Passos que dá assistência permanente gratuita a idosos, cumprindo o que determina o estatuto do idoso.
Ocupando hoje uma área de 30.000 m², com 3.126,06 m² de área construída, o Lar é composto por uma Ala Masculina e uma Ala Feminina, além de áreas comuns e de convívio, como a capela, jardins, estacionamentos, etc.
Cada ala possui 20 quartos e 10 banheiros, todos reformados entre março e maio de 2014. Dois sistemas de Aquecimento Solar, um para cada ala, fornece água quente aos banheiros. O equipamento foi doado pela CEMIG, proporcionando economia de energia e permitindo aos moradores banhos mais tranqüilos, sem preocupação com a economia de energia.
O Lar possui uma ampla e bem equipada Sala de Fisioterapia; uma Lavanderia equipada com duas máquinas para carga de 50 kg cada, duas centrifugadoras e uma calandra (utilizada principalmente para passar o enxoval de cama dos moradores), setor que garante roupa limpa e passada diariamente a todos os moradores.
Cada Ala possui sua sala de convivência.

QUADRO DE FUNCIONÁRIOS

No ano de 2015, o Lar possui em seu quadro 78 funcionários - ou seja, 1 profissional para cada 1,3 morador - sendo 02 médicos (um psiquiatra e um clínico geral); Enfermeiros; assistente social, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo, nutricionista, educador físico, recreadora, auxiliar de farmácia, 17 técnicos de enfermagem. Há, ainda, 19 cuidadores, 9 funcionários na assepsia, 6 funcionários na lavanderia, 2 cozinheiras. Existe uma responsável pelo RH, porteiros, motoristas, cabeleireira, costureira, auxiliar de manutenção.

MORADORES

Atualmente o Lar São Vicente de Paulo de Passos atende 97 idosos carentes, em regime de abrigo, proporcionando assistência médica, religiosa, psicológica, fisioterapeuta, nutricionista, enfermagem e serviço social.
Levantamentos feitos no final de 2013 revelam que de cada dez moradores, sete não possuem mais vínculos com a família, o que ressalta a importância do trabalho da equipe de profissionais e os esforços da instituição em envolver a comunidade, incentivando visitas e sua convivência com os moradores.
Esses dados mostram, também, que a qualidade de vida oferecida pelo Lar vem aumentando a expectativa de vida dos moradores.  A média de idade das mulheres é de 73 anos, enquanto a dos homens fica em 66 anos.
Como curiosidade, no final de 2013, havia três moradoras com idade acima de 100 anos. Nair Maria de Jesus, nascida em 1906, há mais de 50 anos no Lar. Maria Conceição Silva, nascida em junho de 1913, assim como Nair, remanescente do antigo Asilo. A terceira centenária, Maria Augusta Correa dos Santos, também nascida em maio de 1913, foi acolhida em 2013.

DIA A DIA

Os moradores do Lar São Vicente de Paulo recebem cinco refeições diárias – supervisionadas por nutricionista: café da manhã, almoço, café da tarde, jantar e lanche servido no quarto à noite.
Uma vez por semana o café da tarde é especial, pois é servido por pessoas ou empresas da comunidade. Na última sexta-feira do mês, comemoram-se os aniversários daquele mês.
Nas atividades diárias estão desde atividades nas Salas de Convivência, atividades com a Educadora Física, artesanato, sessões de fisioterapia, até aulas de alfabetização (programa BBEducar).
As atividades externas são constantes e regulares, seguindo a programação oferecida pela cidade, como exposições de arte, exposição agropecuária, feiras, etc.
Uma vez por semana, frequentam grupo psicossocial. Uma atividade que está sendo introduzida é o coral.

Recadastramento.

As Unidades
Geradoras de Renda

Curta nossa Fan Page no Facebook
escritoriocentral@larsaovicentedepassos.org.br (35)3521-0403
©2015 SSVP – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. By Mediaplus